NEUROCIÊNCIA COGNITIVA: A CIÊNCIA DA APRENDIZAGEM

Neurociência Cognitiva

Memórias, pensamentos, ações, sentimentos, imaginação, linguagem, percepção, entre diversos outros elementos que têm a sua origem na mente humana, são incansavelmente analisados com o objetivo de entender por que reagimos de determinada forma a alguns estímulos.

Neste contexto se encaixa a Neurociência e, mais especificamente, a Neurociência Cognitiva, que é tema principal deste artigo. Vamos conhecer um pouco mais sobre a ciência da aprendizagem e da educação?

O QUE É NEUROCIÊNCIA?

Ela corresponde à área que estuda o sistema nervoso central, bem como suas funcionalidades, estrutura, fisiologia e patologias. Esse sistema é responsável por estruturar as atividades do corpo humano, sejam elas voluntárias ou não.

De forma resumida, as experiências e a maneira como o ser humano lida com elas, afetam seu cérebro e seu desenvolvimento. Nesse sentido, a neurociência diz respeito à inteligência, aos sentimentos e à capacidade de tomar decisões. Assim, a neurociência trata do entendimento sobre o funcionamento do sistema nervoso e como agir sobre ele.

Para que todo este estudo seja realizado, os cientistas levam em consideração os processos a nível cognitivo, ou seja, como o ser humano adquire conhecimento (seja por meio da atenção, da associação, da memória, da imaginação, do pensamento, da linguagem, entre outros), através dos cinco sentidos, resultando assim, em seu desenvolvimento intelectual, comportamentos, interações e adaptação ao meio.

neurociência
Neurociência

O QUE É NEUROCIÊNCIA COGNITIVA?

Dentre as subdivisões da neurociência, uma delas é a Neurociência Cognitiva, ela tem como foco, o estudo das capacidades mentais do ser humano, como seu pensamento, aprendizado, inteligência, memória, linguagem e percepção.

Com base nisso, as sensações e a percepção do indivíduo norteiam os estudos da Neurociência Cognitiva, ou seja, indica como uma pessoa adquire conhecimento a partir das experiências sensoriais a que é submetida, como uma uma música, um aroma, o gosto de uma comida, uma imagem ou uma sensação corporal. Tudo isso engloba as experiências sensoriais e são elas as responsáveis por captar os dados do ambiente e levá-las ao cérebro.

Verifica-se então, que a Neurociência Cognitiva não diz respeito apenas ao sistema nervoso, como também, como as experiências sensoriais adquiridas ao longo da vida são processadas pelo cérebro e são transformadas em conhecimento.

Assim, quando falamos sobre a aprendizagem de nossos alunos, estamos falando de um tema que é fundamental na neurociência cognitiva. Todo esse conhecimento sobre o cérebro humano e seu funcionamento é fundamental quando pensamos no ensino e nas metodologias empregadas nele.

Se você tem interesse por esse tema, ou gosta de melhorar a capacidade de aprendizagem de seus alunos, conheça nossos cursos no Ensinar.pro, pois as metodologias ativas contemplam tudo que favorece os processo neurocognitivos da aprendizagem, conforme nos ensina a neurociência cognitiva!

Compartilhe:
Carrinho de compras